Essa semana, recebi 2 e-mails de leitores. Um deles, meu amigo, declarava amor e ódio ao site. Amor por que matava a fome dele em muitos momentos e ódio pois ele demorava muito para acertar as receitas de drinks e acabava sempre ficando bebado antes de acertar. O outro, de um outro leitor reclamava que eu só atentava para as “receitas de abate” (conforme ele escreveu) e não com o dia a dia do homem que precisa ir à cozinha.

Grosseria à parte (perdão, mas achei grosseiro), tive a ideia de fazer aleatóriamente uma seção de dicas sem o compromisso de dar uma receita. Algo de “como eu me viro na cozinha quando estou sozinho”. Para começar, vou contar a história do melhor macarrão que eu já fiz na vida.

Estava em casa, um final de semana, sozinho, morrendo de fome e não tinha nada para comer. Já de saco cheio de comer miojo sabor camarão, fui ver quais outros macarrões eu tinha em casa. Surpresa!!! nenhum, só miojo. Foi aí que abri a geladeira e vi o que tinha sobrando:

1) um resto de salada com atum e Kani Kama (sim, atum de lata)
2) Algumas fatias de frios (presunto e salame eu tenho certeza que tinha)
3) Azeitonas verdes
4) Queijos diversos
5) um resto de Leite Moça (ok, esse eu não usei no macarrão).
6) um filet de frango cru

O final da história foram 2 pacotes de miojo por 3 minutos em 250 ml de água fervendo (para cada um), meia receita de molho branco, atum + kani + presunto + salame + azeitona e um filet de frango grelhado.

Toda essa introdução (ok, tem um projeto de receita aí no meio), veio para explicar como proceder em um momento de “Rapa na geladeira”.

Dicas:

a) Mantenha os alimentos que sobraram em recipientes transparente (se possível). Eu particularmente odeio abrir ziploc por ziploc para saber o que tem dentro;
b) Planeje como vai usar o que sobrou. Tenha em mente que você precisa ter 1 ingrediente forte e 2 ou no máximo 3 para acompanhá-lo (no meu macarrão acima eu não segui regra nenhuma, misturei salame com atum, mas funcionou);
c) Nessas ocasiões, o ideal é usar macarrão ou arroz como ingrediente principal. Ambos rendem e caso dê errado, não estragamos uma peça de Filet Mignon, por exemplo;
d) Dê preferência aos alimentos que vão estragar antes;
e) Pique esses ingredientes, porém em tamanhos onde eles não serão desfeitos no momento de cozinhar e que não fiquem tão grandes (cada caso é um caso);
f) Jamais adicione azeitona com caroço em seus pratos. Ele voltará para a geladeira (se você estiver realmente sozinho) e com certeza quando você for comê-lo no dia seguinte, terá esquecido do caroço da azeitona;
g) Cuidado com o uso de ervas. Algumas não gostam de calor.
h) Tente anotar as quantidades em um bloco ao lado do fogão. Se o prato ficar bom, você não poderá repetí-lo;
i) Um toque final, sempre ajuda no sabor. Após terminar o prato, seja macarrão, seja arroz, salpicá-lo com queijo ralado e colocá-lo no forno para gratinar dará um sabor à mais à sua receita.

Agora se você não tem nada na geladeira, tem uma garrafa de tequila e não tem a menor ideia de como ela é produzida, clique aqui e aprenda mais essa.