Road Trip – 8 dicas matadoras para facilitar sua viagem de carro

1
5360
Road trip é a sensação de liberdade durante suas férias. diversas dicas de como se programar para a próxima viagem. Foto Renato Maia / Falando de Carro
Road trip é a sensação de liberdade durante suas férias. diversas dicas de como se programar para a próxima viagem. Foto Renato Maia / Falando de Carro

Já comentei aqui diversas vezes que adoro uma road trip (viajar de carro), inclusive relatando algumas das minhas experiências como a viagem pela serra gaúcha, ou a experiência de viajar em um carro híbrido.  Mas tudo requer um mínimo de planejamento para que a viagem não se torne um martírio.

Entre as vantagens de viajarmos de carro, posso afirmar que paisagens são, sem dúvida alguma, a grande vantagem. Porém a interação com os parceiros de viagem e conhecer a fundo as culturas regionais vêm coladinhos nas vantagens.

Vou elencar aqui dicas matadoras para facilitar muito a sua viagem de carro.


1) use malas pequenas e maleáveis

Diferentemente do avião ou do ônibus, que temos limitação na quantidade de volumes a serem despachados, no carro podemos levar quantos volumes quisermos, de modo a acomodá-los como “legos” no porta malas do carro.

Nesse caso valem malas, sacolas, mochilas e até mesmo sacos para acomodar por exemplo, toalhas e lençóis enrolados para preencher aqueles pequenos espaços que não cabem nada.

Uma outra vantagem desse método é o fato de podermos separar as roupas e objetos de uso pessoais por parada para que não precisemos retirar toda bagagem a cada hotel. Ah… não se esqueça de deixar esses volumes nos lugares mais acessíveis do carro.

a foto é antiga, mas repare na bagagem através da janela do carro. Existiram muitas formas melhor e mais seguras para acondicioná-las no carro. Saiba como melhorar a disposição de bagagens em suas road trip.
a foto é antiga, mas repare na bagagem através da janela do carro. Existiram muitas formas melhor e mais seguras para acondicioná-las no carro.

Lembremos que as bagagens não devem ir soltas dentro do carro, sob o risco de machucarem os passageiros em situações de emergência.


2)  prepare e programe os lanches.

Toda viagem de carro tem algumas funções pré-determinadas. O Motorista, o copiloto e o diretor de distribuição interna de alimentos e bebidas. A função desse passageiro é prover a todos lanches, salgadinhos e bebidas.

Comprar as guloseimas e preparar esses lanches é uma dica valiosíssima. Podem ser sanduíches de presunto e queijo na bisnaguinha, ou patê de atum entre duas fatias de pão de forma cortadas em 4 quadradinhos, sanduíches com patês variados.  Embrulhe sempre em papel alumínio que ajuda na conservação em viagens mais longas.


3) providencie bebidas – congele as garrafas de água

Já que preparamos as comidas, nada mais óbvio que providenciarmos as bebidas. Águas em garrafas, sucos, refrigerantes em latas. Tudo deve ser acondicionado na geladeira ao menos 12 horas e levado em sacolas térmicas para manter a temperatura ideal.

Mas a dica de ouro é congelar algumas das garrafinhas de água.

Com isso, você terá gelo para manter a temperatura da sacola térmica, ao mesmo tempo que a água poderá ser consumida de acordo com o descongelamento, sempre focando no melhor aproveitamento de espaços.

Certa vez, em uma viagem dividida em 2 dias, ainda tínhamos gelo nas garrafas de água para o segundo do dia do percurso.

Essa geladeira deve fica sob responsabilidade do passageiro citado na dica anterior.


4) separe moedas para o pedágio e use organizadores

Obviamente a melhor dica seria usar um dos sistemas de cobrança automática de pedágio, agiliza a viagem e torna desnecessária a organização financeira da viagem. Porém não são todas as pessoas que tem essa possibilidade e/ou querem investir o valor da mensalidade nesse serviço. Para essas pessoas eu subdivido essa dica em duas:

  1. pesquise seu trecho e os pedágios que encontrará no caminho. Além de ajudar no planejamento financeiro da viagem, facilitará a próxima dica. Duas dicas de sites são o Mapeia e o Rotas Brasil
  2. separe suas moedas em um organizador de plástico como o da foto. Facilita HORRORES na passagem dos pedágios.


5)   conheça seu carro e use a tecnologia a seu favor

Minha primeira viagem longa de carro foi em 1990. Saímos de São Paulo e fomos para o Mato Grosso, passando por Brasília a bordo de uma Caravan. Meu pais e minhas irmãs em 2 longos dias. O primeiro chegando à Brasília e o segundo partindo em direção à Barra do Garças – MT. A bordo do carro tínhamos um Guia Rodoviário Brasileiro da Quatro Rodas que havia sido recém lançado e eram 120 páginas com todas as estradas e caminhos do Brasil. Para nos guiar, só as placas da estrada.

Nós crianças? Livros, gibis, palavras cruzadas e um jogo do Donkey Kong eram os únicos passatempos que tínhamos para as horas e horas de viagem.  Tudo muito diferente dos recursos que temos hoje.

Quando fui de SP à Porto Alegre com o Ford Fusion Hybrid, pude constatar o máximo possível de tecnologia para uma viagem de carro. Além de piloto automático, controle de velocidade, sensores para mudança de faixa e anti colisão, freio ABS, alimentação híbrida de combustível que eu tinha no carro.

Além disso, usei o Waze para controlar as estradas e seu tráfego, streaming de música para entreter musicalmente e um tablet com filmes baixados no streaming de vídeo, para a minha enteada de 7 anos.

 

utilizar a central multimídia do seu carro, tornará sua viagem mais segura. Aprenda como utliza-la.
Foto: Divulgação JAC Motors

 

Retirar as mãos do volante, o mínimo possível. Os comandos no volante garantem que você tenha uma condução mais segura.
Retirar as mãos do volante, o mínimo possível. Os comandos no volante garantem que você tenha uma condução mais segura.
Foto: Divulgação JAC Motors

Isso tornou a viagem bastante confortável para todos os passageiros, em todos os sentidos.


6)    Manutenção preventiva para não fazer manutenção corretiva

Quem já teve a péssima experiência de ficar com o carro parado na estrada, sabe muito bem a importância de realizar a manutenção antes de viagens.

O uso prolongado do carro, pode apresentar situações que o mesmo não está acostumado e você pode ter problemas com isso na estrada.

"<yoastmark

Levar seu carro para uma revisão é uma atitude necessária para verificar alguns itens importantes, porém alguns itens podem ser verificados por você mesmo.

Verifique as condições dos pneus e o nível correto de pressão (nas portas ou na tampa do combustível tem a especificação dos fabricantes), freios e pastilhas, fluidos do radiador e nível de óleo do motor. Esses são itens que, além de garantir sua segurança, vão assegurar o consumo otimizado de combustível do seu veículo.


7) busque informações do percurso e das estadias

Desde a primeira viagem grande que fiz de carro pelo país, as estradas melhoraram bastante, assim como a infraestrutura em torno das pistas. Além dos telefones pela estrada, grande parte das operadoras de celular estão presentes nos caminhos.

Me lembro de uma viagem que fizemos para o Pantanal em 1991, em que percorremos 4500 km em 15 dias, por caminhos asfaltados, de terra, de pedra. Nessa viagem, minha função era procurar postos de gasolina. As paradas eram “sempre que possível”, pois os guias rodoviários não tinham a atualização de estarem abertos, horários, fechados….

Conhecer a estrada, facilidade que a internet nos trouxe hoje, ajuda bastante no gerenciamento de combustível, de paradas de descanso e alimentação.

A dica bônus desse item, é a questão dos valores dos combustíveis. No Brasil, os impostos estaduais variam muito, fazendo com que a gasolina chegue a ter uma diferença de R$ 1,50 entre estados. Pesquise as alíquotas de cada estado, verifique a diferença de valores.

Procure sempre programar para abastecer em regiões aonde tenhamos os melhores valores. A economia por tanque, pode ser surpreendente.


8) Descansos constante

Tenho certeza que você leu essa informação em 10 a cada 10 matérias sobre o assunto, mas ela é bastante importante e merece destaque aqui. Certa vez, em uma viagem pela BR116, vi um caminhão perder-se em uma curva. O motorista tinha pego no sono. Lendo notícias depois, fiquei sabendo que ele não chegou a dormir, apenas “pescou”.

Para evitar essa fadiga, planeje e cumpra as paradas a cada hora e meia, estique o corpo. Mexa as pernas. Ao menor sinal de sono, pare o carro. Caminhe.

Certa vez, peguei mais de 5 horas em uma viagem do litoral (Guarujá) para São Paulo em um “anda para” durante todo o percurso. Ao chegar no destino em São Paulo, as dores nas articulações eram brutais.

Para quem gosta do ar condicionado com o circuito fechado, troque o ar constantemente, pois o excesso de CO2 aumenta a sensação de fadiga.

Mais um bonus, essa galeria com algumas imagens que apenas uma road trip pode proporcionar para você.

E você? Tem mais alguma dica para dar aos nossos amigos viajantes?

agradecimento ao Renato do Falando de carro pelas fotos do destaque.

 


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here