Dizem que toda pessoa que cozinha tem uma receita sua. Algo que ele faz diferente – como adicionar uma pitada de noz moscada a um ovo mexido – e que deixa aquele determinado prato, por mais simples que seja, com um jeito especial, todo seu. Vale tudo, do Miojo ao ragú. O que importa é realmente ter seu “toque especial”.  Vejam o meu caso por exemplo… eu sou publicitário – atualmente trabalho com mídia social – e um chef frustrado. Herdei de minha mãe a paixão pela cozinha mas, infelizmente, não herdei a habilidade da velha. Ah, mas não sou um caso perdido, acredite. Com o pouco que aprendi me viro muito bem, sem falsa modéstia. Como todo ser humano NORMAL erro as receitas novas com freqüência mas, como sabem, a prática trás a perfeição e com ela nasceu o Chilli Wiedemann.

A carne com chilli, para os não iniciados, é um típico prato mexicano que vai bem com tudo. Para fazer tacos, para comer com doritos, para usar de molho de hot dog – o famoso chilli dog, para comer com inhame, cuscuz, arroz ou o que seja. É quase um Bombril, pode apostar. O segredo de sua versatilidade está no seu sabor marcante e agressivo, na textura singular e nos ingredientes. Se alguma coisa leva bacon, calabresa, carne, feijão e CERVEJA não pode ficar ruim. NUNCA. O prato é simples de fazer e mesmo quando dá errado ainda assim fica bom.

De tanto testar as mais diversas receitas eu terminei desenvolvendo a minha própria cujo preparo deixa qualquer cozinheiro experiente com os cabelos em pé afinal não respeita as técnicas da gastronomia tradicional. É a MINHA receita e eu vou compartilhar ela com vocês.

Primeiro os ingredientes:

1 colher de sopa de azeite
1 cebola ralada ou bem picada
4 dentes de alho amassados ou picadinhos
1 colher de chá de orégano
2 folhas de louro
300 g de carne moída (dianteiro)
150 g de calabresa moída
150 g de Bacon cortadinho em pedaços mínimos
1 lata de cerveja preta
2 xícaras de chá de purê de tomate
1 colher de café de cominho
2 xícaras de chá de feijão cozido (escorrer o caldo)
1 colher de sopa de salsa fresca picada
Molho de pimenta Chilli ou a própria pimenta cortadinha
4 colheres de sopa de queijo prato ralado grosso ou mesmo cheddar

Nada demais, não é mesmo? Agora vem o pulo do gato.

Modo de Preparo

Despeje o azeite na panela e espere esquentar. Sobre o azeite quente lance o bacon cortadinho. Mexa bem até que ele fique dourado. Observe que a gordura do bacon deve se soltar e subir. É hora de jogar a calabresa. Mistura um pouco, deixa pegar calor e lance o alho. Misture bem – com cuidado para o alho não queimar. Quando o cheiro do alho subir é hora da cebola.

Continue mexendo – com carinho, hein? Cozinhar com carinho não é coisa de biba, é coisa de quem quer as coisas bem feitas. Quando a cebola dourar junte a carne. É preciso certo cuidado pra que a carne não embole, quanto mais soltinha ficar melhor. Refogue a carne, quando ela pegar cor adicione o cominho e o louro. Se for preciso use um pouco mais de azeite.

Agora o segredo… a cerveja. Despeje a lata na panela, ela deve cobrir toda a carne. Com alguns minutos vai se formar um molho de cor ferrugem. Agora é experimentar de tempos em tempos até ter certeza de que já não sentimos mais o álcool no molho. Quando não conseguir mais senti-lo é o sinal para adicionar o purê de tomate e o feijão. Mexer bem, jogar o orégano e a salsa.

Tem gente que gosta de macerar o feijão, para deixar como uma pasta, eu particularmente prefiro deixar os grãos lá.

Nesse ponto ele cozinha cerca de 20 a 25 minutos. O segredo é não deixar reduzir demais porque caso reduza é preciso “molhar” com caldo de legumes.

Experimente e acerte o sal, a acidez – se sentir ácido demais por causa do tomate apenas coloque uma pitada de açúcar – e, claro, a pimenta. Essa deve ser a gosto, óbvio, mas chilli não apimentado não vale, né? A pimenta não pode DOER, ela deve ser sentida, deve ser saborosa e dar perfume mas nunca incomodar.

Agora é só comer do jeito que preferir, jogando o queijo ralado por cima. É batata. Com os hot dogs ele fica delicioso. É certo que da forma que você for consumir vale sempre acompanhar de mais cerveja!

Se testarem deixem nos comentários o que acharam… e bom apetite.