Nossa sugestão tradicional para a cestinha de Cosme e Damião.

Ontem foi dia de Cosme e Damião, dia que tradicionalmente são distribuídos balas e doces para as crianças. Médicos, os irmãos gêmeos viraram santos por terem exercido a medicina sem cobrar por isso, apenas pela fé. O que pouca gente se lembra, é que esse dia também é festejado pelo Candomblé, pela Umbanda e outras religiões de origem africanas associadas aos ibejis – amigos das crianças que são conhecidos por agilizar os pedidos à eles feitos, em trocas de doces e guloseimas.

Eis que ontem vejo um infográfico que compra que a #BelaGilficação da comida chegou à inocente comemoração dos santos Cosme e Damião. Nele, a apresentadora e nutricionista Gabriela Kapim, apresenta opções “saudáveis” para presentear as crianças no dia dos santos. Balas de algas, chocolate 70%, barra de cereal, estão entre as sugestões. Fico então me perguntando: Qual a necessidade de se estragar uma comemoração ? Qual a necessidade disso? Deixemos essa polícia de folga, ao menos no dia de Cosme e Damião, porque DU VI VO que eles vão ajudar nos pedidos com essas sugestões.

Ah… Fiz uma versão anos 80 e divertida do mesmo infográfico.

Infográfico de Cosme e Damião

compartivo-cosme-e-damiao