Picanha ao forno por Carlos Cardoso

Este post está sendo republicado, como parte das homenagens que fiz para alguns blogueiros, em função da campanha Receita Milionário Knorr. O homenageado da vez? O próprio autora da receita, o famoso e polêmico Cardoso. Sem mais delongas, a receita de Picanha.

Seguindo a nova sessão do site, para essa quarta-feira convidei o famoso Contraditorium, ou melhor Carlos Cardoso, para escrever a sua receita preferida.

Inicialmente ele tinha proposto uma receita, porém as cozinhas poderiam entrar em combustão então preferimos que a receita fosse algo prático e saboroso como picanha ao forno.

Sei que nosso primeiro autor convidado, o Daniel Bender irá reclamar que não é assim que se faz picanha, mas eu o convoco a nos ensinar como um gaucho faz churrasco.

Picanha ao forno – por Carlos Cardoso
Ingredientes

2Kg de sal grosso, rude e mal-educado

1 peça de picanha de pelo menos 1Kg

1 tabuleiro (assadeira) de teflon,

papel alumínio

Modo de preparo

Forre o tabuleiro com sal, pelo menos 1/2 cm de altura.

Coloque a picanha. Cubra-a com sal, até fazer um montinho. Enterre mesmo. Compacte com a mão para que fique hermético.
Cubra o tabuleiro (assadeira) com papel-aluminio. Forno médio/alto por 1h.

Remova, espete a picanha com um garfo de churrasco, e com uma faca grande bata até o sal se desprender.

Corte e coma.

Link para o vídeo


40 Comentários
Bender

julho 4, 2007 @ 01:22

Responder

Na real, é uma questão de princípios ecológicos.

Ao invés de usar o forno à gás, um recurso mineral não renovável, prefiro uma churrasqueira à carvão vegetal, que é produzido com o que sobrou da mata atlântica, portanto integralmente renovável.

E sim, vou ensinar como se faz churrasco de costela. Qualquer outro tipo de churrasco é coisa de mulherzinha.

Loolieze

julho 4, 2007 @ 04:40

Responder

Então…o site é para homens na cozinha, mas acho que tbm serve para mulheres perdidas na cozinha , não é?

Tá nos meus favoritos…

=)

Cobra

julho 4, 2007 @ 07:43

Responder

Loolieze,

com certeza as mulheres são bem vindas aqui também. Aliás, as mulheres podem até se considerar um pouco responsáveis pela origem do site.

Rochester

julho 6, 2007 @ 18:33

Responder

Vamo ver se eu aprendo essa!

:)

modéstia parte sou uma negação na cozinha, sei fazer cafe e olha lá :P

Jackson

setembro 15, 2008 @ 13:24

Responder

Parece muito saborosa! E não ficando seca, picanha é sempre sucesso. Vou experimentar fazer.

Sérgio

novembro 28, 2008 @ 23:21

Responder

Ô Cobra,

Salmão feito assim, inteiro com o couro e escamas fica muito bom. O couro sai inteirinho com a casca do sal e a carne do peixe fica no ponto.

Eu, que não gosto de picanha bem passada não gosto dessa maneira de preparar a carne. Você cortou a picanha no sentido das fibras, o correto seria cortar na perpendicular pra carne ficar mais macia.

Parabéns pelo blog, muito bacana!

Sempre dou cursos de culinária pra homens aqui em BSB. Homens são muito melhores que mulheres na cozinha. Elas tem é que ir pro tanque, pra pia… Hehe, brincadeira, hein mulherada!

Guilherme

junho 9, 2009 @ 18:48

Responder

Conheço uma receita muito boa que você cobre a picanha com sal grosso e depois joga farinha de trigo por cima. Fica uma crosta crocante. Detalhe: não pode deixar a carne mais de 40 min no forno, senão passa muito. o bom é mal passada.

Luiz Carlos Fraga

junho 12, 2009 @ 15:31

Responder

Boa Noite

Já conhecia este saboroso prato, sugiro aos apreciadores, fazer um acompanhamento de maionese (3 colheres de sopa) misturados a mostarda (2 colheres de sopa) com uma salsinha picada, misture bem e coloque sobre a fatia de picanha….nossa…me deu uma fome danada….

Um grande abraço

Mateus Torres

julho 28, 2009 @ 12:08

Responder

Fala chefe, tudo bem ? Primeiramente gostaria de agradecer o post, me ajudou bastante, porém tenho uma dúvida e gostaria muito que me ajudasse a esclarecer, é o seguinte, a primeira que eu fiz, ficou maravilhosa, só que tem um pequeno problema, elas estão inxando, diminuindo no comprimento e aumentando na largura, realmente estão ficando muito feias, será que teria um jeito delas assarem como são colocadas ao forno, sei inxarem ? pela atenção, muito obrigado e parabéns pela ótima receita.

Cobra

julho 28, 2009 @ 14:35

Responder

Mateus, provavelmente vc está usando carne de vaca e não de Boi. Tente comprar em outro açougue.

Mateus Torres

julho 29, 2009 @ 10:38

Responder

Agora você me deixou com dúvida Cobra, porque eu acredito ter comprado carne de boi umas 2 vezes, e me lembro que somente uma vez deu certo… e eu já fiz essa receita umas 5 vezes, vou passar a reparar nas embalagens, sexo do animal: macho, vou tentar e posto aqui, grande abraço.

Marian

outubro 16, 2009 @ 10:29

Responder

Oi!! Eu jà conhecia a receita, mas queria relembrar. (Uma amiga minha tinha feito e dito que era òtima!)

Bom… estou morando na Italia, e queria matar a saudade do nosso churrasco… Mas aquele feito em casa, sabe… o sabor é outro!!

A carne eu consegui… mas faltava a churrasqueira…

Agora, vou poder fazer a saudosa (e saborosa) picanha!!

Valeu!!!

Duda

janeiro 24, 2010 @ 07:22

Responder

Ô Cobra,

Meio que tipo assim, essa picanha fica boa mesmo, né?! Por que tipo, eu (futura cheff, rsrsrsrs…), não posso fazer uma picanha que fique uó, né?! Olha, adorei o site, muito bem bolado, e serve pra garotas (tipo eu) perdidas na cozinha também!!!

Bjaummmmm

Cobra

janeiro 24, 2010 @ 18:09

Responder

Duda,

vai fundo. Essa eu garanto.

glauco berlinger

fevereiro 13, 2010 @ 15:42

Responder

receitas de picanha,realmente sao feitas nos machoes !

glauco berlinger

fevereiro 13, 2010 @ 15:43

Responder

receitas de picanha ,realmente sao feitas pra nos,machoes !!!

fernando dezena

fevereiro 13, 2010 @ 18:12

Responder

Cobrão,

Tentei fazer, mas ficou bem passada. Gostaria de saber se o problema pode ser o meu forno. Cometi mais um engano. A picanha seca servi com farofa. Minha sogra engasgou, ainda bem que tinha comprado guaraná. A véia tomou um litro. Só que era diabética. A fdp foi pro hospital e quase perdi a muié.

Então é melhor esta picanha no sal grosso com muita água mineral!!!!!!!

marcia

março 5, 2010 @ 11:43

Responder

Nossa matei a minha vontade e dos meus convidados!!

moro aqui na alemanha a 25 anos! e fui ultima vez no brasil a 15 anos atras porque meu pai e brasileiro!

deliciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

muito obrigado!!

Marcia

ronald saravia

março 26, 2010 @ 18:55

Responder

oi amigon so do peru y adoro muito comer picaha cuando viajo brsil masi es muito dificil conseguir ese tipo de corte de boi.. masi eu pode facer con costela??

Cobra

março 26, 2010 @ 19:18

Responder

Ronal,

a costela demora muito mais para cozinhar do que a picanha. Tente com alguma carne sem osso, como a Fraldinha (que na Argentina chamam de Vacio)

Baculin

abril 9, 2010 @ 08:48

Responder

EXPERIMENTE OUTRA RECEITA: EM UMA VAZILHA, CUBRA A PICANHA COM + OU – 2Kg DE SAL GROSSO. DEIXE NA GELADEIRA POR 24hs. RETIRE APICANHA, BATA TODO O SAL E COLOQUE-A TOTALMENTE IMERSA EM LEITE POR MAIS 24 hs. RETIRE-A DO LEITE E ASSE-A NO FORNO OU NA BRASA (ESPETO).

FICA UMA VIOLÊNCIA…

Luiz

maio 29, 2010 @ 19:13

Responder

COBRA
VOU FAZER A PICANHA ADOREI A RECEITA.
ABRAÇO

giovana

julho 3, 2010 @ 22:41

Responder

Ficou de babar. Parabéns!!!

Giselda

julho 22, 2010 @ 08:01

Responder

Adorei o estilo macho do site e acho msm que os homens são muito melhores na cozinha, msm pq assim, sobra mais tempo pra nós, pobres e frageis mulheres , cuidar da beleza! rsrss

Nas brincadeiras à partem, experimente fazer isso com frango ou galinha…. é o msm esquema da picanha. Lembre-se apenas de colocar uma cebola grande dentro do frango pra saborizar mais… fica perfeito……Um forte abraço!

Diogo

julho 27, 2010 @ 14:21

Responder

Essa receita dá certo com cupim?

Cobra

julho 28, 2010 @ 09:32

Responder

Diogo,

não dá certo não. O sal grosso com cupim não combinam, as pedrinhas de sal vão entrar na carne e ficará salgada em excesso.

Daiana

setembro 2, 2010 @ 18:15

Responder

Ola, ja tinha feito a picanha com sal grosso , mais não nessa quantidade e enrolada no papel laminado, na primeira vez que fiz ficou divino, mais, tentei umas outras 2 vezes e ficou muito seca.

Vou fazer deste geito hoje p ver se fica molhadinha.

Adorei o sit. Um abraço

Juanito

setembro 19, 2010 @ 10:20

Responder

Amigo ficou um espetáculo a picanha, estou pensando em aposentar a churrasqueira.

Marcio

setembro 26, 2010 @ 06:24

Responder

Como tenho que me virar na cozinha sozinho, quando meus filhos vêm à minha casa eu preparo essa picanha pra gente. Muito fácil e fica muito gostosa, só que o tempo de forno não pode ultrapassar 40 minutos.

zerli neves

novembro 27, 2010 @ 18:30

Responder

sinceramente nao sei o que aconteceu, mas vou ter que pegar o que restou da picanha e fazer outro prato, pois senao vou perder toda a carne, infelizmente adoro picanha. Mas ficou muito passada e so deixei uma hora, devia prever e deixar so meia hora. Realmente tem pratos que nao dao certo. Odeio isso, pois adoro cozinhar e fazer tudo pro meu amor se sentir feliz ao se deliciar de um prato.

Cobra

novembro 28, 2010 @ 18:47

Responder

Zerli,

você precisa conhecer seu forno. A receita é para forno caseiro normal, peça grande de carne. Tudo isso sempre precisa ser considerado na hora de fazer uma receita.

Alessandra

dezembro 21, 2010 @ 17:52

Responder

Oi, tudo bem?

Estou super a fim de fazer a receita, mas dúvida: qual a temperatura ideal do forno (gás-caseiro), para que a picanha não fique torrada?

Abraços.

Cobra

dezembro 22, 2010 @ 06:19

Responder

Alessandra,

fogo alto, pré-aquecido. O que vai "torrar" ou não picanha é o tempo de cozimento.

Leonardo

dezembro 28, 2010 @ 13:13

Responder

Nada como a technologia !!! temperatura do forno 200
graus….. Insertar um termometro de carne na picanha (e manterlo
dentro do forno) … Quando a temperatura de carne chegar a 70
graus esta pronta….. Se desejarem a carne mais passada deixe ir a
80….

Marcão

maio 15, 2011 @ 08:13

Responder

Muito boa receita! Simples e saborosa. Sem dificuldades e fru-frus. Coisa de macho! Parabéns!

Victor

outubro 24, 2011 @ 21:40

Responder

Facil e super gostoso.

Armando Filho Barbati

janeiro 12, 2014 @ 13:13

Responder

horrivel. muito assado. e, a cor não ajuda. pela cara não gostei

Homem na Cozinha

janeiro 15, 2014 @ 13:43

Responder

Armando,

para deixar menos passado, basta deixar menos tempo no forno. Por se tratar de um vídeo publicitário, precisamos seguir as orientações do cliente. Mas o tempo de cocção é livre de acordo com a preferência do cozinheiro.

Elso Fernando Moreira Rosa

fevereiro 13, 2015 @ 00:07

Responder

Faço essa receita desde 2009 e não há necessidade de cobrir a carne com papel alumínio, apenas o sal. Outra coisa a gordura deve focar virada para cima.

Comente

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

author
PorCobra
Publicidade
Pop
Publicidade
Arquivos
Fique Ligado! Assine nossa newsletter
Receba todas as novidades do Homem na Cozinha

Todos os direitos reservados © Homem na Cozinha - 2006 - 2016