custo_receitas

Como calcular o custo de uma receita?

 

A cada 10 comentários que recebo, em média 3 são de pessoas que estão utilizando minhas receitas para vender seja como trabalho principal, seja para aumentar a renda da família e dessas mensagens, metade delas me questiona sobre os custos das receitas e o por que de eu não colocá-los ao término de cada receita.

Sabendo disso, o Walmart me convidou para comprovar uma pesquisa que foi realizada pelo DataFolha que demonstra que o preço nas lojas do Walmart é em menor que seus concorrentes diretos em 85% dos casos.

Aceitei o desafio adaptando o padrão de pesquisa utilizado pelo DataFolha à uma receita que publiquei aqui no Homem na Cozinha. Dessa forma, escolhi uma receita e visitei pessoalmente a loja do Walmart mais próxima da minha casa e mais 2 hipermercados concorrentes distantes até 10 minutos da loja do Walmart pesquisada. Por questões operacionais, fiz apenas uma visita em cada loja e no único caso de produto não encontrado nas 3 lojas, o produto foi desconsiderado da análise.

tabela_precos

Voltando ao custo das receitas no blog, gostaria de demonstrar o porque de não colocar o custo das receitas no blog:

1) A composição do custo de uma receita deveria levar em consideração algumas premissas que são mensuráveis ou não mensuráveis e o que não é mensurável varia de pessoa à pessoa, de situação à situação.

2) Grandes variações de preço entre as regiões do Brasil.

Se eu considerar apenas os valores de São Paulo, devido a abrangência do Homem na Cozinha ser nacional, teríamos grandes distorções entre localidades, principalmente no que diz respeito à ingredientes regionais

3) As oscilações de preço – Sim, ainda temos inflação no Brasil. Além da inflação, temos as oscilações de preço devido à sazonalidade e isso pode em muitos casos influenciar muito no preço de uma receita (por exemplo, um molho de tomate cujo principal ingrediente é o tomate, pode ter variação de 100% no seu custo após uma chuva torrencial em uma região de produção de tomate)

Entendidos os fatores principais de não termos os custos das receitas aqui no Homem na Cozinha, optei por ensiná-los a calcular o custo das receitas, assim quem quiser calcular esse valor antes de iniciar a produção em série (ou até mesmo por curiosidade), pode realizar sem problemas.

O primeiro passo é obter o valor de cada ingrediente e descobrir seu custo unitário. Os custos unitários normalmente são:

grs (quando o produto é vendido em Kg)

ml (quando o produto é vendido em litro)

unidade (quando o produto é vendido dessa forma ou em dúzia)

tabela básica de equivalência para receitas (clique com o botão direito do mouse e use a opção salvar link como)

pitadas, a gosto, o quanto baste são formas não mensuráveis tão facilmente, portanto vou desconsiderá-las nessa tutorial.

 

Para converter quilo ou litro em grama ou mililitro (respectivamente), você deve dividir o preço da unidade principal e dividi-lo por 1000:

1 litro de leite custa R$ 5,00 – 1 ml de leite custa R$ 0,005.

Se na receita forem necessários 200 ml de leite, temos um custo de 200 ml X R$ 0,005 = R$ 1,00

Para converter a unidade, precisamos do valor pago por todos os produtos e dividi-lo pela quantidade comprada:

1 dúzia (12) de ovos custa R$ 3,00 – 1 ovo custa R$ 0,25 centavos

Quando a receita pede 2 ovos, o custo relativo aos ovos é de R$ 0,50.

Seguindo essa lógica, peguei a receita de Pão de Batata de publicada hoje aqui no Homem na Cozinha e seus ingredientes para realizar o cálculo do custo dela:

3 batatas grandes cozidas com casca (a conversão aqui foi realizada na balança da minha casa – 735 grs.)

100 grs. de manteiga com sal

1/2 xícara de chá de leite

30 grs de fermento biológico

sal a gosto (considerando 15 grs.)

2 ovos

900 grs. de farinha de trigo

queijo prato (desconsiderado por não termos as mesmas marcas nos 3 concorrentes).

Conforme mostra a tabela, o Walmart tem menor preço em pelo menos 85% dos produtos.

Dessa forma, você pode calcular de uma forma mais simples os custos de cada receita e a partir desse cálculo definir o valor que você cobrará dos seus produtos e caso você more em uma das 17 capitais onde as bandeiras do Walmart (Walmart, BomPreço e Big) pode aproveitar o menor preço em pelo menos 85% dos produtos pesquisados pelo DataFolha.

Acesse os sites da rede para conhecer como foi feita a pesquisa.

 

Esse post é patrocinado pelo Walmart. Os preços apresentados nessa postagem foram coletados pela Equipe do Homem na Cozinha e uma loja do Walmart e seus dois concorrentes diretos mais próximos no dia 18 de outubro de 2011.


25 Comentários
Victor

outubro 24, 2011 @ 21:33

Responder

Ha que hidratar o churrasco com agua e sal

Carlos A. Lindemberg

outubro 27, 2011 @ 15:37

Responder

Site excelente, com dicas e receitas bem escolhidas. Só gostaria de fazer um esclarecimento: a abreviatura de grama é somente a letra g e não gr. como aparece nas receitas. Fora isso, grande abraço e sucesso.
Carlos Alberto Lindemberg
Belo Horizonte/MG

homemnacozinha

novembro 4, 2011 @ 21:44

Responder

Carlos,

sabemos que a abreviatura de grama é g e não gr, porém o gr já caiu no uso popular e utilizar o apenas o g leva muita gente a fazer confusão e não entender a receita. Esse é o motivo de deixarmos o gr ao invés do g.

obrigado pelo comentário

Suzana Andrade

janeiro 27, 2013 @ 12:10

Responder

simples assim! gostei!

Maria Stella Vieira Moreira

janeiro 27, 2013 @ 18:43

Responder

Muito bom. Adorei
Stella

Lourdes Matiello

março 16, 2013 @ 17:15

Responder

gestei das dicas

Marcia Simas

junho 4, 2013 @ 02:08

Responder

este site é ótimo, para quem precisa calcular com pesos e meditas, vai a dica

Sueli Horing

junho 11, 2013 @ 23:57

Responder

Amei as di!!cas

Ingrid Elaine Matos

agosto 1, 2013 @ 09:27

Responder

gostei

Lania Dantas

outubro 22, 2013 @ 23:26

Responder

Está tudo bem claro. Porém, faltaram alguns ítens importatíssimos, que normalmente são usados na maioria das preparações: ÁGUA / GÁS ? ENERGIA. Como calculamos?? Parabpens pelo site e grandes dicas.

Cobra

outubro 24, 2013 @ 11:38

Responder

Lania,

esse custos são indiretos e levam em consideração muitos outros fatores como modelo do fogão, cidade (para saber o custo da água), etc. Isso entra em uma outra conta com todos os custos indiretos e que só se aplicam à restaurantes ou cozinhas de produção, mas essa não foi a proposta do cálculo. A proposta foi o custo direto da preparação.

Graciliano Pereira Fernandes

outubro 30, 2013 @ 23:57

Responder

esta faltando os custos indiretos…gás, luz, agua, produtos de limpeza, transporte e o principal o da mão de obra e outros caso vc pague algum imposto e etc. custos com ingredients é uma parte dos custos.

Homem na Cozinha

outubro 31, 2013 @ 17:29

Responder

Graciliano, o objetivo desse post é apenas demonstrar o custo direto de uma receita feita em casa, logo não existem custos indiretos ou impostos ou mão de obra.

Homem na Cozinha

outubro 31, 2013 @ 17:29

Responder

Lania, o objetivo desse post é apenas demonstrar o custo direto de uma receita feita em casa, logo não existem custos indiretos ou impostos ou mão de obra.

Ana Paula Bertagni Pereira

julho 1, 2014 @ 16:36

Responder

Mesmo eu fazendo as receitas em casa utilizaria água, energia, gás, produtos de limpeza para no mínimo limpar tudo qdo terminado, correto? Qual o objetivo de calcular o custo das receitas se não for para vendê-las? E se o objetivo é a venda, logo existem custos indiretos e principalmente a mão de obra.

Homem na Cozinha

julho 1, 2014 @ 17:11

Responder

Ana Paula, discordo de você quanto à questão do cálculo apenas para venda.
É muito comum eu receber contatos de pessoas me questionando sobre o custo das receitas e esse foi o objetivo desse post, quando ele foi escrito.
Auxiliar os leitores a calcularem as receitas de acordo com os preços e sazonalidades dos produtos. Um molho de tomate hoje, custa pelo menos 50% menos que o molho de tomate 1 ano atrás, qdo o houve o problema do excesso de chuvas e perda de produção.

Como já disse acima também, para quem quer vender os produtos, eventualmente podemos dar a consultoria para cálculo dos custos diretos, indiretos e de risco. Mas cada caso é um caso e não existe uma fórmula pré definida.

Paulo Marcos Limas

outubro 19, 2014 @ 14:37

Responder

um amigo está usando uma planilha muito bacana para cálculo de custos. Não tenho o link de onde ele comprou, mas pode procurar no google: planilhas audaz fica a dica.

Roberta Mendes

junho 26, 2015 @ 23:00

Responder

Obrigado, gostei!

Sandra Regina Ançay

julho 29, 2015 @ 21:57

Responder

Ola homem na cozinha faço pão de mel com e sem recheio gasto em media 40,00 reais de material para fazer 33 pão de mel sem recheio e vendo a 3,50 cada e gasto 55,00 reais e faço 25 pão de mel recheado vendo a 4,00 reais cada esta certo ou estou vendendo a baixo do preço vc pode me responder por Email ancaygata@hotmail.com obrigada..

Nesio Oliveira Silva

fevereiro 5, 2016 @ 19:58

Responder

Oi Sandra, passando pelos sites de comida acabei lendo o seu caso. Já lhe adianto que no seu pão de mel sem recheio você está com uma margem de contribuição (lucro que vc espera na venda desse pão de mel sem recheio de 34%). No pão de mel com recheio a sua margem de contribuição (lucro esperado na venda desse produto) é de 55%. Ou seja, levando-se em conta o cenario atual sua margem de contribuição está alta para os dois produtos (com e sem recheio). Deve-se observar que há um cenario a ser estudado, avaliado. Esse cenário se chama concorrência. QUem são seus principais concorrentes, tirando é claro você em primerio lugar. Digo sempre que o maior concorrente da pessoa ou do empresario é ele mesmo, quando não busca novos mercados, fica marcando passo no mesmo lugar, não investe, tem medo de brigar por cada centavo que o consumidor tem. Não sei se você já fez isso, se não fez, faça um estudo de mercado. Veja onde está o seu ponto comercial primeiramente. Pegue o mapa de sua cidade (internet por exemplo – googlo earth- e faça circulos (iguais aos de um alvo- daqueles preto e amarelo, onde se lança um dardo para ele ficar pregado no ponto). Na contrução desse alvo você não deve se esquecer de colocar as distancias de um ponto amarelo para o preto. Imagine que a distancia de seu ponto comercial para o proximo ponto comercial que produza pão de mel seja de 500 metros, ou 1km, ou 250 metros etc. use uma dessas distancias para localisar os seus concorrentes diretos (empresas com cnpj) e as que vc sabe existirem mas que não tem cnpj. Assim você terá um mapa da localização real de seus concorrentes. Isso se chama analise de posicionamento fisico no mercado. Não vou escrever muito mas, vão algumas dicas (acredito que você já saiba).
1) compre no atacado (nunca no varejo).
2) tenha no minimo tres fornecedores. Voce tera condições de negocias preços mais baixos, visando aumentar sua lucratividade lá na frente, após as vendas.
3) Tenha controle (excell) de sua produção. QUanto que entra de materia prima, quanto que é consumida no momento da produção e quanto sobra de materia prima não utilisada na produção.
4) Nesse controle de produção busque conhecer uma ferramenta importantissina utilizada na Administração da produção, que é a ferramenta DENTE DE SERRA.
Essa ferramenta lhe diz o momento certo (dia e quantidade) de reposição de material – materia prima, o momento certo do ponto de ruptura (quando falta material para fazer os pães), e outras informações interessantes.
5) Dê visibilidade ao seu produto. (internet, parcerias com os fornecedores pelo seu site de venda de seus pães, colocando os links de seus fornecedores na sua pagina de internet) reforçar as parcerias é importante.
6) Cuidado com o tempo de pedido e o tempo de produção, entrega do produto no local esperado e da forma que você mostrou.
7) converse com as pessoas. Saia de sua empresa e vá as ruas conhecer o que as pessoas querem de comida, que tipo de pão de mel as pessoas gostariam de consumir, pão de mel para diabeticos, sem lactose, pão de mel com trigo natural, etc..

espero ter lhe ajudado.

Sou professor de administração, marketing, finanças, atendimento ao publico.

abs

boas vendas.

Sandra Regina Ançay

fevereiro 5, 2016 @ 20:28

Responder

Nesio Oliveira Silva muito obrigada ajudou muito…

Nesio Oliveira Silva

março 2, 2016 @ 19:31

Responder

Sandra Regina Ançay De nada. Detalhe, tenho comigo uma frase que criei que é a seguinte: Melhor do que vender muito é saber gerenciar. abs.

Luciene Cristina

junho 18, 2016 @ 15:31

Responder

preciso muito de calculos de receitas muito bom,me ajuda muito,para fazer minhas receitas

Eloisa Bueno

junho 23, 2016 @ 13:47

Responder

Tudo de bom! Adorei…

Mariamaria Do Prado

agosto 6, 2016 @ 22:07

Responder

q bom assim mesmo q eu somo os valores dos alimentos.obrigado gostei

Comente

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

author
PorRicardo Cobra
Publicidade
Pop
Publicidade
Arquivos
Fique Ligado! Assine nossa newsletter
Receba todas as novidades do Homem na Cozinha

Todos os direitos reservados © Homem na Cozinha - 2006 - 2016