quarta-feira, maio 29, 2024
InícioReceitasRisotosVoltando à ativa - Risoto de Alcachofra ao vinho tinto

Voltando à ativa – Risoto de Alcachofra ao vinho tinto

Após quase um mês de afastamento total, estou de volta à esta casa que tanta alegria e relaxamento me propicia. Me dei um período de “Sabático“, para repensar o blog.

Os resultados de acesso e financeiros continuam crescendo com o passar do tempo, conforme previsto, porém em velocidade compatível com a atualização. Sem atualização, o crescimento e rendimento mantiveram-se estagnados. Porém algumas coisas andavam me incomodando aqui: falta de interação dos usuários e os frequentes plágios sem citação de fonte.

Após pensar muito e conversar com alguns amigos, segui o conselho da Nospheratt e farei daqui um ambiente mais pessoal, “menos caderno de receita, mais blog” e esse post é o início da nova fase do blog. Com ele, virão novo layout, nova classificação de posts, novas features e espero que novos comentários. Tudo muito jogado ainda, mas com o direito de errar como costumo fazer no meu outro blog. Lá, faço o que “dá na telha” (que foi o nome do meu primeiro blog lá pelo final do século passado) e o resultado vem de acordo com a genialidade (modéstia a parte) ou imbecilidade do conteúdo. Aqui será mais dificil fazer besteira.
Introduzindo um post que farei no decorrer da semana, meu melhor laboratório é quando viajo em feriados. Testar cozinhas diferentes, com panelas e utensílhos que não são os nossos é um excelente laboratório. Ainda mais, quando você – que é um cara planejador ao extremo – não tem tempo de planejar sua viagem e acaba esquecendo os ingredientes da receita e está em uma pequena e pacata cidade do interior de São Paulo e sem a possibilidade de comprar uma mísera garrafa mediana de vinho branco. O que fazer com o tão planejado risotto? Fundos de alcachofra comprados e marinados, caldo de legumes pronto… o que fazer? Usar Vodka? Decidi usar um vinho Santa Carolina Cabernet, só que era tinto. Isso era por volta das 8 da noite e descobri que não tinha cebola também. E a receita saíu sem a cebola

Risoto de Alcachofra ao vinho tinto

Ingredientes:

2 Xícaras de arroz arbóreo

1 e 1/2 xícara de vinho tinto

azeite à gosto

300 grs de fundo de alcachofra

50grs de queijo ralado

1 colher de sopa de manteiga

Para o caldo

1 e 1/2 litro de água filtrada

2 tabletes de caldo de legumes (para facilitar a receita)

Modo de preparo

O Caldo

Ferva por 7 minutos a água com os tabletes do caldo de legumes e os alguns fundos de alcachofra.

Reserve.

Comentário do autor: Na execução desta receita, reparei que os fundos das alcachofras estavam duros, então coloquei-os todos junto do caldo. Ficou mais saboroso e os fundos ficaram mais macios.

O Risotto

Devido à falta da cebola, resolvi inovar e marinei os fundos das alcachofras no azeite e um pouco antes de colocá-los no arroz, reguei-os com um parte do vinho. Ah…não se esqueça de cortá-los em tiras (não muito pequenos, para mantê-los inteiros).
Aí para executá-lo, usei o procedimento padrão para fazer risotto:

Refoguei um pouco de fundo de alcachofra picado, com azeite de boa qualidade (essencial para uma boa comida) e adicionei o arroz para “fritá-lo”. Lembre-se que não se lava arroz arbóreo.

Quando o óleo estava seco, adicionei o vinho e sempre mexendo transformei o arroz do branco imaculado para o roxo tinto do vinho.Quando o vinho estava quase seco, passei a despejar as conchas de caldo, que estava reservado, nunca deixando-o secar. Esse procedimento levará, em fogo médio, por volta de 20 minutos. Se você fez o caldo, com as alcachofras dentro, só deve juntá-las aos arroz no final do cozimento, caso contrário, adicione-as no início do processo.

Quando o arroz estiver “al dente”, desligue o fogo, adicione o queijo ralado e a manteiga. Não mexa e tampe por mais ou menos 10 minutos. Sirva imediatamente.

Eu não tinha salsinha no jardim e eu teria adicionado individualmente em cada prato.

Aguardo feedback sobre o novo formato, por mais recente que seja.

 

Ricardo Cobra
Ricardo Cobra
Pai, cozinheiro, já fui um monte de outras coisas mas acima de tudo, um curioso. Da aversão da dupla esponja e detergente nasceu o auxiliar de cozinha em uma viagem com tarefas compartilhadas. Atuando como personal chef, consultor e facilitador na Homem na Cozinha Cook Lab Ricardo Cobra mantém seu "filho mais velho" com o mesmo cuidado de 13 anos atrás.
RELATED ARTICLES

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

- Publicidade-

Most Popular

Boulevardier

Negroni

Berry Sparkler (Mocktail)